26 de setembro de 2010

Ainda

Sonhos inflados com o ar de seus pulmões.
Temos um mundo de possibilidades,
Mas você consegue decifrar o que quero
Escrito em meus olhos
E nas estrelas que iremos tocar.

Dias que iluminam este mundo
Onde dançamos sob toda chuva que pudermos tomar,
Simplesmente envoltos um no outro
E libertos pelo amor,
Amor que queima sem cessar.

Vidas que vão além das coisas que podemos tocar.
Isso será para sempre!
Uma dádiva que não pode ser desperdiçada.
Me faça entender...
Não se chega a lugar algum sem dobrar os joelhos.

Palavras carregadas de melodia...
Você ouvirá se seu peito se mantiver aberto.
Sua cabeça te trouxe aqui
Mas só seu coração sabe onde você quer chegar.

"Guia meus passos sobre areia
Para que o vento possa aliviar o peso de minhas pegadas
E soprar-me em direção aos novos rumos que devo tomar.

Feito um mar meu coração revolto me embala
E me coloca na praia de meus dias
Onde recomeço a sonhar
Com a próxima maré... "


13 Garotas

De frente para o mar
Encarando as ondas
13 garotas vão e vem
Criando as rotas
Que lhes convém

De frente para o vento
Que lhes desmancha os cabelos
Que lhes faz voar em sonhos
Soando feito notas
Que se ouvem em uma concha
A menor distância

Suas pegadas se dispersam na areia
Mas seus caminhos nunca se cruzam por acaso
Seu amor corre nas veias
Sua energia sufoca o cansaço

Encarando as ondas
13 garotas e mais ninguém
Esses são dias eternos
Que quero viver também
Se for para passar voando
Vamos a mais de cem

Pedras de gelo
Pedras que rolam
Pedras preciosas
Pedras que demoram
Pedras que a vida
Transforma em jóias

21 de setembro de 2010

Agora só eu ouço minhas palavras
Feito um eco no vazio do tempo
Porque desde que você partiu
Eu nunca mais estive completo

Agora me sinto completamente sozinho
E essas pessoas ao meu redor
Elas insistem em me trazer a tona
Mas submerso em saudade eu afogo este amor

Passos que não levam a lugar algum...
Como quem anda em circulos... eu tento
Tento me alcançar e me trazer de volta,
Mas eu me sinto como se ainda estivesse ali
Onde você me deixou

Você vai estar aqui quando eu fechar meus olhos?
Quando meus braços não tem alcançarem mais
Com as palmas das mãos juntas
eu te trarei de volta em silêncio

Você vai estar aqui quando eu fechar meus olhos?
Quando nossas dúvidas se tornarem certezas
E só o que realmente importa
fizer a diferença

E mesmo sem ver
Mesmo nesta escuridão
Eu ainda poderei te encontrar
Se você estiver aqui quando eu fechar meus olhos

14 de setembro de 2010

Sopro do tempo

Em minha eterna batalha contra o tempo
Quanto mais eu me entrego mais eu venço
Eu encaro essa vida e nunca me rendo

Uma luta contínua agarrado ao agora
Um sopro de vida de dentro pra fora`
A batalha é mais doce se você não demora

Esticados nesta rede em que estamos jogados
Mais pelo prazer que pelo cansaço
Se vamos morrer tentando
Não haverá fracasso

Um homem cruza os dedos por um pouco de sorte
Sem saber em qual esquina vai cruzar com a morte
Sente a lâmina do tempo a deixar-lhe seus cortes

Mas em seu coração ele conhece a vitória
No amor que segue vivo
Na batida da história
Dois espirítos unidos
Em uma só trajetória

Dos seus olhos cansados ele mergulha nos sonhos
Assim que se fecham pequenos e se abrem tamanhos
Ele enxerga pra dentro e se reconhece um estranho

1 de setembro de 2010

Amanhece em meu dia com teu brilho
Seja estrela cadente em minha noite
E despenca sobre meu peito
Te levo no coração
Já que a memória envelhece no tempo
Mas o coração insiste em se renovar

Se em algum momento estiver cercada
Que seja por um abraço caloroso
E se as lagrimas vierem
Que venham apenas pra fazer transbordar sua alegria

Eis o teu presente
O agora,o momento, um fragmento.
A jóia mais valiosa que se perde assim que lapidada
Para que possamos encontrar em outra o brilho do futuro.
Que se revela no novo presente em nossas mãos.

Levo seus belos olhos em minha alma
E rezo pra que eles possam sempre ver a poesia do dia
Que finda no último verso da noite,
Quando agradeço entre preces e poemas
Por você existir em minha vida.


26 de agosto de 2010

O dia

Abre teus olhos neste dia e teu coração mais ainda,
Levanta o corpo assim que teu espírito mergulhar de volta,
Sente o que te cerca e te liberta,
Abraça o dia, a gente, o tempo.

Faz de cada segundo um primeiro e único instante,
Desfruta ao lado dos teus, o sabor da vida,
Deixa tua cama desfeita, a toalha sobre ela
E se apressa por quem te espera
E aí sim , se demora, se demora em um abraço
E se acelera... se acelera o coração, rompendo o peito pelo amor
Já não cabe em si...
E que seja em Sí ou Lá, ouve a melodia que flui nas palavras
Uma canção fazendo a tua trilha, composta pra suas escolhas
Teus caminhos, teus desejos, teus anseios

E vai, direto ao ponto
Que não seja um ponto final, talvez reticências...
Pensamentos, lembranças, recordações...
Mas segue em ponto e vírgula, retoma o seu dia
E toma esta poesia, toma cada palavra feito uma gota de energia

Se duvida daquilo de absurdo que se vê nesse mundo,
Não dúvida nem por um segundo, do que não se absorve com os olhos
Mas que ao coração é mais claro que a mais pura beleza

Traduz em cada gesto, em cada ato,do seu jeito...
Estás palavras para tua realidade
Pois só a vida é poesia de verdade
Já estas palavras são só carinho e saudade.

Anderson Borges

Antes

Só tolos podem achar que a distância nos separa
Estamos mais perto que a menor medida
Nem mesmo o tempo pode nos partir
Somos uma alma nessa vida

Uma pérola bem guardada em uma ostra
Mesmo na vastidão de um oceano
Não perde a beleza, mas...
Teremos nós perdido a chance de vê-la?

Eu encho meus pulmões de ar
A cada instante em que mergulho na vida
E as vezes até me orgulho das dúvidas
Que me fazem perceber certas dádivas

Não há espelho para sua beleza
Quando há tesouros que só o coração pode ver
Um vidro plano não reflete o que temos de mais profundo...
Será o dia... ou nossos olhos que devem amanhecer?

29 de julho de 2010

Eu me perco por meses...e por vezes me encontro em palavras.

Eu tenho amigos...amigos dos quais não abro mão,
amigos pra quem sempre tenho os braços abertos.E das lembranças que eu tenho, tecidas com a saudade feito linha que nos une, que nos mantém ligados,atados pelo nó chamado vida, eles são sempre uma bela recordação.
Eu traço em linhas trêmulas um destino, feito inspiração ele se apresenta diante dos meus olhos, eu o crio distante dos espelhos, não quero ser um reflexo do que me cerca, e por mais que eu perca ao negar uma cópia, tento a ousadia da criação, minhas escolhas são como assinaturas que cravo na superfície dos dias.
Eu carrego o amor que descarrego, é nele que sigo envolto remando no mar revolto de meu tempo, sentindo a velocidade dilacerando meus instantes, perseguindo a felicidade ao lado do que considero importante.Eu entrego meu amor em tuas mãos, e espero simplesmente a sua recíproca.
Eu não sei muito e quanto mais aprendo maior é minha certeza disto, mas não desisto.Eu insisto, sempre proferindo aos ventos entre palavras e ações, a mágica chamada vida.Sigo em frente não só pelos planos que tenho em mente, mas também pelos sonhos que pulsam em meu coração.
Eu olho para cima e ajoelho sob um céu azul carregado de imensidão, imensidão que só se equipara a gratidão pela benção...pela dádiva...chamada vida.
Eu me perco por meses e por vezes me encontro em palavras.

Anderson Borges

8 de julho de 2010

Sobre a publicidade na terra da garoa

Matéria publicada na Folha de S. Paulo em 08/07/2010, revela apenas o que nós publicitários já esperávamos: a publicidade em São Paulo é permitida somente se a prefeitura lucrar com algo (e olha que o dinheiro é o menor dos lucros neste caso... eleições meu caro).

Táxis de SP voltarão a ter propaganda

Em projeto-piloto, cerca de 300 carros ganharão luminosos com anúncios de eventos e atrações turísticas

Acordo da SPTuris com agência de publicidade também prevê mini-TVs nos veículos, como acontece em Nova York

JOSÉ BENEDITO DA SILVADE SÃO PAULO

Menos de quatro anos após ter sido banida das ruas de São Paulo pela Lei Cidade Limpa, a publicidade está prestes a voltar nos táxis.A propaganda virá em luminosos dupla-face, que ficarão em cima dos carros, que veicularão mensagens relativas a eventos turísticos -como Parada Gay, Fórmula 1, Indy e Virada Cultural-, feiras, exposições e atrações culturais da cidade.Os luminosos também trarão campanhas públicas, como a de vacinação.Os 300 primeiros táxis inclusos na experiência -quase 1% da frota da cidade, de 32 mil- devem circular no início de 2011.A volta dos luminosos foi acertada entre a SPTuris, estatal controlada pela prefeitura, e a agência de marketing Amigo. A iniciativa se vale de brecha oferecida pela lei, que prevê "anúncios especiais", entre os quais os de interesse cultural.BRECHASBrechas na lei já abriram caminho para outras propagandas, inclusive de cunho comercial, como a reforma do Copan, edifício projetado pelo arquiteto Oscar Niemeyer, que irá ostentar em painéis anúncio da empresa que bancar a sua reforma.Projeto do prefeito Gilberto Kassab (DEM), que está na Câmara, também prevê publicidade comercial em cerca de mil relógios e 8.800 abrigos em pontos de ônibus.Segundo a SPTuris, a volta da publicidade em táxis já foi aprovada pelo DTP (Departamento de Transportes Públicos), da prefeitura, e será submetida à CPPU (Comissão de Proteção à Paisagem Urbana), que fiscaliza a aplicação da Lei Cidade Limpa.Os carros que ganharem os luminosos terão também, do lado de dentro, mini-TVs de plasma para os passageiros.A exemplo do que acontece em Nova York, essas TVs poderão exibir programetes e anúncios comerciais -é da negociação desse conteúdo que virá a receita da Amigo.Não serão permitidas propagandas de bebidas alcoólicas, cigarros, produtos ilegais ou de conotação erótica.EXPANSÃOA iniciativa do acordo partiu da Amigo, mas a A SPTuris diz que está aberta a parcerias com outras agências.Isso vai depender da viabilização econômica do acordo-piloto."Podemos ampliar o número de táxis, mas a partir da sustentabilidade econômica da iniciativa", afirma Luiz Henrique Miranda, diretor-executivo da Amigo.SEM CUSTOSA condição da SPTuris para novas parcerias é que não haja custos, como no acordo com a Amigo, em que não pagará e nem receberá nada. A agência negociará a remuneração dos taxistas."Sou a favor, desde que haja uma rentabilidade boa para o taxista e que não seja uma coisa obrigatória", diz Natalício Bezerra Silva, presidente do Sindicato dos Taxistas Autônomos, que tentará negociar a garantia de um valor mínimo a ser pago.

6 de julho de 2010

E quando você pensa que acabou... a amizade na VV Transcende!

Pois eh!

Parece que nosso blog anda um tanto quanto obsoleto, não eh? As crianças aqui (nós Viceversanos) estão trabalhando feito gente grande...
A faculdade já se foi, os planos e projetos já são outros e não são mais em comum e a vida segue! Já não choramos mais por que acabou, aprendemos a sorrir por que aconteceu!!! E no fundo diariamente nos lembramos um do outro com músicas, jargões, comentários, etc. Como não entrar em uma reunião e não rir sozinha quando alguém fala "isso, aquilo e vice-versa", ou aquela música do Legião "ela completa ele e vice-versa que nem feijão com arroz", ou ainda nas citações em filmes, seriados, jogos de futebol e tantas outras mais. Agora o importante e deixar registrado que nossa amizade transcendeu qualquer sentimento humano e quando todos apostavam que ela iria acabar, enterrada junto com nossos 4 anos de faculdade, fomos ao microfone e gritamos para o mundo: "Sim! A Viceversa é mais que isso ou aquilo, a Viceversa é uma família, composta por irmãos que tivemos a chance de escolher". E nós estamos aqui! Iniciando nosso 2° semestre de 2010 e começando bem.... com 3 aniversários em menos de 1 mês: Rondi (20/06), Natys (05/07) e Rarfs (15/07). E de agora em diante tem um para cada mês: Fabi (31/08), And (08/09), Rack (15/10) e Tat (08/12). Já tivemos Viceversa Invade a sua casa Rondi (pela 50° vez =D) e também tivemos o Seqüestro de Natys Pereira!

E muito ainda há por vir, criatividade é o que não falta para esses Viceversanos!

E essa é a maneira de agradecer e demonstrar todo o carinho que temos entre nós!

Saudades mil galera!

"Quando agente fica em frente ao mar, agente se sente melhor" - By Nando Reis

15 de maio de 2010

Diário de bordo #não foi dessa vez

Diário de bordo #pré-resultado

Diário de bordo #Enquanto isso...

Depois da apresentação fomos bater aquele rango e fazer um tour por Vitória (menos a Rak e o Jefferson que resolveram dormir embaixo de uma árvore na UFES!)...

Diário de bordo #Apresentação 3

O Rondi e a Fabi não vieram mas, o Murphy (fiel companheiro da VV) apareceu... não foi nada grave, só o note que deu um pouco de trabalho bem no meio da apresentação, que começou por volta do meio dia e tirando a desorganização da UFES e do INTERCOM (fica aqui nosso primeiro protesto) tudo terminou bem!

Infelizmente o vídeo tem mais de 10 min, por isso ainda não conseguimos postá-lo, mas em breve vocês poderam ver tanto nossa apresentação como a do Max, integrante da Oitava Arte.

Percebemos que todos os trabalhos inscritos são bons trabalhos, e o pessoal está arrasando em suas apresentações... #Medo O.o

O resultado sai as 18h, assim que soubermos corremos para divulgar!

Fiquem na torcida, pela Viceversa, Oitava Arte e Ideah!

Até...

Diário de Bordo #Apresentação 2





Diário de bordo #Apresentação 1

Bom diaaaaa!!!

Estamos aqui na sala de apresentação da UFES preparando tudo para começar os trabalhos... Muita expectativa e o coração batendo a mil!!!

a caminho

Já na UFES


Ansioso? não não...rs



Galera esperando pra saber onde cada um vai apresentar...

Estamos nesse minuto assistindo a primeira apresentação de Campanha Publicitária (nossa categoria é promocional, a próxima...) Mas já da pra adiantar que os trabalhos são mto bons!!!

Boas Vibrações sempres!!!

14 de maio de 2010

Diário de bordo #Max e Kaue

E pra tudo ficar ainda melhor mais dois representantes do UNIFIEO chegaram pra fazer parte dessa bagunça organizada!
Max da Oitava Arte que vai apresentar Pesquisa e o Kaue da agência Ideah! que vai apresentar Fotografia Artistica...




Pra quem não acreditava que ele vinha, eis a prova!!!


Tat, Jefferson e Kaue (que se conhecem da época do colegial!)

e antes de dormir, uma jantinha daquelas ;)

Por hoje é só!

continem mandando boas vibrações, amanha é o grande dia!!!

Fui...

Diário bordo #piscina

Depois de trabalhar e arrumar os últimos detalhes, como vocês puderam conferir no post anterior, todo mundo foi curtir uma piscina porque ninguém é de ferro!!!
Como uma imagem vale mais que mil palavras... aí vai:

Meninas arrasando na água!




Tá bom vai, nem tanto...rs


Jefferson Tat e as fotos conceito...

Diário de Bordo #perdemosaconta

Que o lugar é incrível todos sabem!
Mas além da diversão e da bagunça, tambem tem o trabalho, e isso tb está rolando por aqui! dá um look!



Até o próximo!

13 de maio de 2010

Diário de bordo #535

Diário de Bordo #2 - Nas Alturas...

Despachando as "malas"... e que malas!!!

Chegada no Tamboré 03h30! Com muito sono e frio.....

Primeiro destino: Viracopos - Campinas/SP

Segundo destino: Vitória/ES (Rarfs tirando a foto)

Terceiro destino (não está na placa... rs): Barra do Jucú/ES

Chegou a hora! Viceversa Embarca rumo a Vitória!

Contamos os dias.... corremos para conseguir liberação em nossos trabalhos.... comemos as unhas aguardando o resultado... passamos a últimas semanas ocupados em preparar nosso material para apresentação, hospedagem e translado... e finalmente:

CHEGOU A HORA!

São exatamente 00:53h do dia 13/05/2010... And, Naty, Rak, Rarfs, e Tat reunidos na casa da Rak... Temos que pegar o ônibus em direção a Campinas as 04h no Tamboré... Nosso vôo sai as 06h de Viracopos e provavelmente estaremos em Vitória - ES antes das 08h!
Então preparem-se! Acompanhem!! Comentem e é claro mandem boas vibrações!

Viceversa é UNIFIEO no Intercom Sudeste 2010!


Organizando os últimos detalhes (a Rak ainda estava acordada)....

Partiu... galera se entrega aos braços de Morpheu....

e eu e a Rarfs aqui... firme (não sei se fortes) rs rs rs

6 de maio de 2010

Novo Single do Capital

Galera já saiu o novo single do Capital e amanhã rola um twitter day .Acessem o site "www.capitalinicial.com.br" e participem.Curtam ai "Depois da Meia Noite" e antes também rsrs.

29 de abril de 2010

Sugestão de trilha para 12hs de viagem (34)- Fabi, a gente vai representar...

Sugestão de trilha para 12hs de viagem (33)

Essa é das antigas....


Sugestão de trilha para 12hs de viagem (32)

Sugestão de trilha para 12hs de viagem (31)

28 de abril de 2010

Sugestão de trilha para 12hs de viagem (30)

Viceversa Rumo a Vitória (Calma... Vitória - ES)

Saiu o resultado do Intercom Sudeste 2010! E é com imensa satisfação que anunciamos a nossa classificação na categoria Campanha Promocional. Vamos representar o Centro Universitário Fieo - UNIFIEO no congresso que ocorrerá nos dias 13, 14 e 15/05!!!


Queremos agradecer a todos que nos ajudaram com nosso projeto de TCC! Nesse momento estamos colhendo alguns frutos com ele e queremos dividi-lós! No mais, a viagem já está programada, as passagens compradas (se o avião cair nossas famílias não receberam nada, compramos sem seguro e a FIEO, por favor, façam uma praça em nossa homenagem), casa alugada.... Enfim... Viceversa rumo a Vitória! E o Espírito Santo que nos aguarde!

27 de abril de 2010

Sugestões de trilhas para 12hs de viagem (3)

Se liga nessa letra...

21 de abril de 2010

Sugestões de trilhas para 12hs de viagem (1)

13 de abril de 2010

Dia do Beijo

Beijos, já disseram, não são contratos
Mas são eles que dão sabor ao tato
Beijos, uma língua que dispensa palavras
Uma língua não, podem ser várias
Mas nunca se pode dizer que um beijo não diz nada

Beijo, é o desejo saindo pela boca
Entrando por outra
É saliva matando a sede e a seca
É saliva bebida na fonte da vida

Beijo é marcante, com ou sem batom
É quente quando verdadeiro,
É quente quando é passageiro...
É coração saindo pela boca e pelo corpo inteiro

Beijo, a língua perfeita quando as palavras não bastam
Beijo, a saída perfeita quando os lábios se esbarram

And Borges

Dia do Jovem

Jovem, bicho revoltado
Mamãe roubou suas revistas
De sacanagem
Jovem, papai tá ocupado
Não é só você
Que come a empregada
Jovem, você tá muito avançado
Seus amigos desconfiam
Que você é veado

Antigamente era mais fácil
Ser a grande novidade
Você vai ser alistado pela faculdade
Jovem, não vai chegar tarde
A sociedade está pronta pra ligar o alarme

Jovem, seu primeiro amor
Acabou de repente no elevador
Jovem, você também votou errado
Porque não viu que o futuro
Às vezes repete o passado
E o mundo inteiro parece escapar
Entre os seus erros

Lavando a cara de manhã
Pergunta pro espelho
Afinal, quem é você
Jovem, a grande novidade
Jovem

CAZUZA

12 de abril de 2010

Sem mais...

31 de março de 2010

Saudade ( engrossando o coro)



Se a saudade tivesse outro nome seria o seu. Se fosse um gosto( ou desgosto), seria feito um chocolate meio amargo, que não é doce mas a gente engole ( ou talvez sejamos devorados por ela), e vamos engolindo até que preencha tudo que havia por dentro, até que tudo se torne a ausência do outro, a ausência de nós mesmos.
Se for um não pensar no outro, soa feito pretexto pra não parar de pensar, soa motivo pra lembrar.Se fosse um cheiro, seria aquele seu perfume que eu adorava inspirar, e que me inspirava o corpo e a alma.
Se for um sentir, será o da tua presença mesmo na ausência, mesmo no seu não estar, eu sinto, e sinto muito, demais, por tudo que não foi, tudo que não é.Uma recordação, mas não daquelas que a gente guarda na estante pra lembrar das coisas, uma recordação que não cabe em si, não cabe em nós, não precisa de estante pra colocar, mas deseja um instante pra rever, reencontrar, reescrever a história, com a nossa melhor caligrafia, a volta do "A" beirando a perfeição, um apego que aprecia cada detalhe, que extrai da vida o seu melhor.
Se a saudade tivesse um volume, já teria me deixado surdo, um grito, um berro, no vazio dos dias, dias que você deixou aqui, e que eu carrego pra lá e pra cá, meio sem saber pra quê.Suas palavras dizendo " segue em frente" enquanto me deixavam pra trás, eu lembro...
Mas se há a saudade de algo ou alguém, é porque foi bom, afinal, ao final o que faz falta, é o que nos fez bem. E dançando sobre o maldito fio da esperança, feito quem caminha em uma corda bamba, é na saudade que carrego nas mãos( ou melhor no coração) que tento o equilíbrio do passo a passo.Pendo pra um lado, pendo pro outro, e sigo adiante, sem saber onde esse fio vai dar.
Como diz a canção: " que diferença isso faz?" e não é por acaso que ela se chama "Indifereça", pois essa é uma parceira frequente de quem vai, enquanto a saudade é a parceira certeira de quem fica.
Quem sabe o telefone toque, quem sabe uma tequila me traga a tona, quem sabe eu invente outras dores( ainda que só pra ver que não há uma dor maior, como disse nossa amiga, nem dor de dente supera), quem sabe não role uma reciproca, quem sabe não percamos a cabeça para enfim achar nosso destino.Quem sabe? Eu mesmo já não sei nem de mim...

30 de março de 2010

NÃO PRESENÇA

O poema abaixo fala sobre saudade de um apaixonado. A proposta aqui é que a leitura seja feita como saudade de paixões: amigos, situações, propósitos, lugares.
Isso é o que eu e a Rak Lima estamos sentindo neste momento, talvez todos os Viceversanos sintam isso, mas não posso falar por eles....

Feel it!

SAUDADE

Em alguma outra vida, devemos ter feito algo muito grave, para sentirmos tanta saudade...
Trancar o dedo numa porta doí.
Bater o queixo no chão doí.
Doí morder a língua, cólica doí, doí torcer o tornozelo.
Doí bater a cabeça na quina da mesa, carie doí, pedras nos rins também doí.
Mas o que mais doí é a saudade.
Saudade de um irmão que mora longe.
Saudade de uma brincadeira de infância.
Saudade do gosto de uma fruta que não se encontra mais.
Saudade do amigo imaginário que nunca existiu.
Saudade de uma cidade.
Saudade de nós mesmo, o tempo não perdoá.
Mas a saudade mais dolorida é a saudade de quem se Ama.
Saudade da pele, do cheiro, dos beijos.
Saudade da presença,e até da ausência consentida.
Você podia ficar na sala e ele no quarto, sem se verem, mas sabiam-se lá.
Você podia ir para o dentista e ele para a trabalho, mas sabiam-se onde.
Você podia ficar sem vê-lo, e ele sem vê-la, mas sabiam-se amanhã.
Contudo, quando o Amor de um acaba, ou torna-se menor no outro,
Sobra uma saudade que ninguém sabe como deter.
Saudade é basicamente não saber.
Não saber se ela continua fungando num ambiente mais frio.
Não saber se ele continua sem fazer a barba por causa daquela alergia.
Se aprendeu a entrar na internet, se aprendeu a ter calma no trânsito.
Se continua preferindo cerveja a uísque
Se continua sorrindo com aqueles olhos apertados e que sorriso lindo.
Será que ela continua cantando aquelas mesmas musicas tão bem?
Será que ele continua fumando e se continua adorando Mac Donald's?
Será que ele continua não amando os livros e ela cada vez mais?
E continua não gostando de dar longas caminhadas e ela não assistindo televisão?
Será que ele continua gostando de filmes de ação e ela de chorar em comédias.
Será que ela continua lendo os livros que já leu?
Será que ele continua tossindo cada vez que fuma?
Saber é não saber mesmo!!!
Não saber o que fazer com os dias que ficaram mais longos, não saber como encontrar
tarefas que lhe cessem o pensamento.
Não saber como frear as lágrimas diante de uma música, não saber como vencer a dor
de um silêncio que nada preenche.
Saudade é não querer saber se ele está com outra, e ao mesmo tempo querer.
É não saber se ele está feliz, e ao mesmo tempo perguntar a todos os amigos por isso...
É não querer saber se ele está mais magro, se ele está mais belo.
Saudade é nunca mais saber de quem se Ama e ainda assim doer.
Saudade é isso que senti enquanto estive escrevendo e o que você
provavelmente estar sentido agora que acabou de ler?
by Martha Medeiros

21 de março de 2010

Seu vestido me despe as palavras,
Por que não me deixa fazer o mesmo com você?

Toda a distância é um espaço que não nos cabe
E a saudade é o que levamos conosco
Quando não há nada que possamos levar,
Quando tudo que importa vai no peito e dispensa mãos pra carregar.

Se for pisotear minhas esperanças,
Aceite ao menos uma última dança sobre elas.

16 de março de 2010

Repertório e Brainstorm

Repertório e BrainStorm são duas palavrinhas bem conhecidas dos comunicólogos.

Repertório: Conhecimento armazenado. Para a publicidade é a reunião de grandes obras, filmes, músicas, trilhas, comerciais, vinhetas, idéias e etc., etc., etc. Qualquer conhecimento que agregue na construção de uma campanha, de um anúncio, etc.

BrainStorm: Literalmente uma tempestade no cérebro. E juntar todas as forças criativas e tentar ser original em uma nova idéia. Fazer associações positivas para a campanha, construir um cenário para o produto e/ou consumidor. Ter aquela famosa luz acendendo em cima de nossas cabeças.

Junte um ótimo Repertório a um excelente BrainStorm e você terá resultados parecidos com este:




Está é a nova campanha da EcoSport, desenvolvida pela DDB de Amsterdam, que buscou seu conceito no filme "Antes de Partir", onde os personagens estão com os dias de vida contatos e preparam uma lista de coisas que querem fazer antes de morrer. Só que no caso da campanha o personagem não morre, a lista existe porque o carro pode proporcionar as coisas agradáveis que o dono quer fazer e isto pode se repetir todos os dias.

Ou resultados como este:



Nesse vídeo assinado pelos criativos da Agência África, conseguimos fazer ligações que os criadores tiveram no momento que surgiu a idéia: Sempre Jovem (trilha "Forever Young") e a Lama (rejuvenesce), conclusão: o Mitsubishi Pajero TR4 Flex 2010 pode proporcionar a sensação de sermos eternamente jovens e da mesma forma que usamos lama para rejuvenescer a pele, o carro foi projetado para estar em constante contato com ela, sempre rejuvenescendo.

15 de março de 2010

Marcas ao Mar

Eu esvazio outra garrafa, onde ponho a carta que lanço ao mar acreditando na força das ondas que banham nossos destinos, nela estão as últimas palavras...as últimas palavras que escrevi nas últimas horas, onde falo das coisas que estão em primeiro lugar.
Sinto o vento em meu rosto, o mesmo que fortalece estas ondas, mas ele já não pode fazer o mesmo por mim. Uma linha torta repousa no horizonte ou talvez esta garrafa tenha sido a gota d'água para mim, um horizonte distante e trêmulo que sinto tão perto se comparado a distâcia que você nos impôs.
O mesmo vento apaga minhas marcas da areia, mas há marcas em mim que ele não irá apagar. Haviam pegadas que me trouxeram até aqui, e agora eu devo "esquecer", isso é tudo que você tem pra me dizer.
A maré sobe enquanto eu permaneço caído.
Não há castelos que perdurem quando são feitos de areia e há uma tempestade vindo do alto mar.
Eu permaneço mergulhado nas suas palavras, eu realmente quero entender e não entendo nada. Nado pra morrer em uma praia onde me vejo refletido nas garrafas que sequei, num reflexo que me distorce e me mostra a forma como me sinto agora.
Eu vejo a carta na garrafa se desfazendo no mar e então percebo que a deixei aberta, como as feridas que banho com água salgada, todas aquelas palavras se enxarcando num mar revolto, cumprindo o triste destino de não te dizerem nada.

Anderson Borges


Um Brinde...

A todos nós com nossos defeitos
A todos os nós desfeitos
Aos que tem dúvida
E aos que dão vida

Aos que cumprem apenas suas penas
Aos que fazem delas asas pra voar
Aos que são um, sendo centenas
Aos que tem tantas coisas pra contar

Aos que vivem com intensidade
Aos que tem segundas intenções
Aos que nos deixam e deixam saudades
Aos que ficam e se fixam em nossos corações

Aos que sonham por noites e dias
Aos que o fazem de olhos abertos
Aos que realizam os sonhos que queriam
Aos que caminham pra chegar mais perto

Aos que amam o amor, não as regras
Aos que se entregam por esta vitória
Aos que atravessam caminhos de pedras
Aos que versam palavras na história

Aos que veem e enxergam
Aos que ouvem e escutam
Aos que querem e não negam
Aos que fazem o que falam

Aos amigos e amores
Aos desejos e delírios
À todas as nossas dores
Nossos prazeres e alívios

Anderson Borges

14 de março de 2010

...

Eu te quero tanto bem.
Eu te quero todo bem.
Eu te quero, tudo bem?

O Sol nasce feito desenho na minha janela, traça com raios as formas do dia quando me desperta. Mas é na tua luz que a minha alma encontra companhia e a cada segundo rogo pra que o mundo te reserve muitos dias.

Eu vou sair as ruas e ter expectativas a cada esquina de cruzar contigo, feito dois amigos que estão sempre unidos. Seja na distância, seja na lembrança, mas esteja em minha vida, partilhando histórias de uma trajetória que é feito poesia.

Desencadeia frases, curte a melodia que agora eu assovio. Uma trilha sonora pra manter a aurora dos nossos dias. Concretiza teus sonhos, veste o corpo com tuas fantasias e se aos olhos descerem lágrimas, que tenham o doce sabor das tuas alegrias.

Faz o que achar certo mas mantenha sempre por perto os que leva no peito, ali do lado esquerdo onde carregas o direito de amar sempre mais, onde levas a verdade, onde lembras com saudades do que ficou pra trás.

E se precisar de algo, não hesite diga logo que num instante eu vou estar, com minha mão esticada, braços abertos e a palavra que você precisar, eu vou estar do seu lado como em tempos passados, que o tempo não pode apagar.

Anderson Borges

A Noite Cede, Mas Meu Coração Não Amanhece.

Hoje meus sorrisos se afogam em lágrimas e a tristeza repousa ao meu lado. Quão estranha é a sensação de perder algo que nunca se teve. Quão estranho é ser preenchido por este vazio.
As estrelas já não me fazem companhia, e mesmo assim não consigo pregar os olhos. E se eu tento vejo você desenhada em minha mente. Há um adeus em cada "tchau" que nos dizemos, há um motivo que supera toda a razão.
Vejo o semáforo que se abre como seus olhos, mas esse é um caminho que não vamos seguir.
Como podemos mostrar aos olhos algo que não carregamos nas mãos, algo que sentimos por dentro, feito ar que nos preenche e cerca?
Eu respiro, mas hoje isso não é tão natural, um esforço, um fôlego pra seguir um caminho onde você não está. Um fôlego que se dissipa sob lágrimas. Lagrímas que me fazem afogar.

Anderson Borges
Qual a distância exata entre dois pontos
Quando eles são nossos corações,
Quando há uma linha em nossas mãos
Que não nos indica direções?

Ela procura uma morada
Enquanto invade meu coração,
Ela me abandona na madrugada
E diz que somos uma recordação.

A noite fica mais longa
Quando a distância aumenta.
O dia tarda a chegar,
E o fim de tarde atormenta.

Porque não, porque sim
Porque é vão, porque é fim.
Por quê? é uma dúvida,
Temos certeza que sim.

"Qual a distância entre dois pontos?
É o tamanho do risco.
Se esse for nosso ponto de encontro,
Que seja marcado por um asterisco."

Qual a distância entre dois pontos
Quando eles são nossos corações,
Quando há uma linha em nossas mãos
E uma amarra em nossas ações?

Uma distância se desfaz no trajeto.
Uma linha com traços de afeto.
Uma pena que borrou a história,
Mas marcou muito mais que a memória.

Anderson Borges

A Feiticeira e a Lua.

Ela disse que precisava ficar longe, mas feito a Lua ela me segue pela noite. Ela me fala sobre a realidade que não se esconde, quando o que me importa são os sonhos que revelo.
Ela me deixa num buraco sem respostas, estou chamando e só meus ecos me alcançam. A Lua paira num céu que vejo mais distante, onde as estrelas são as palavras de um verso, feito pedido que se faz e que se perde, feito a estrela que até o mar os olhos seguem.
Feito a Lua ela me segue pela noite, onde eu olho vejo seu brilho. Falta uma parte dessa Lua essa noite, uma parte como esta que partilho, porém a Lua sempre segue outro caminho, se alguém tentar prender seu brilho.
Feito a Lua, ela revela uma noite, e na escuridão feito um cego eu guio, como alguém que encontra um caminho, mas só depois de estar perdido.
Feito a Lua ela aponta no horizonte, em uma distância que aumenta quando me aproximo, pois a Lua sempre vai brilhar diante da fronte de quem quiser alcançar seu brilho.
Feito a Lua onde mora a feiticeira, um lugar onde sempre haverá magia, feito a Lua vejo ela indo embora, mas ela... antes do raiar do dia.
Feito a Lua que me recusa o sono, ela recusa... enfim trazer meus sonhos, da escuridão da noite para imensidão do dia.

Anderson Borges

9 de março de 2010

De que planeta eles vieram?!

Você já se perguntou como é possível alguém fazer algo tão bom, que até parece impossível?! Essa "pergunta" é uma das coisas que mais me deixa feliz no mundo da publicidade, pois quando nós publicitários à fazemos é sinal de que tem material de qualidade (e que qualidade!) na praça.... Segue um SEN-SA-CIO-NAL vídeo da NIKE, que já está fazendo sua propaganda em torno da copa do mundo. Reparem na quantidade de ícones que nos é apresentada nesse vídeo, posso dizer alguns: futebol, religião, fé... Descubra os demais....

Enjoy!

Anúncio de Oportunidade

Anúncio de Oportunidade são peças e ações desenvolvidas a partir de um acontecimento ou uma data especial/comemorativa. A publicidade utiliza essa ferramenta para propagar suas mensagens, aproveitando que o target está suscetível ao assunto (geralmente esse acontecimento ou data comemorativa ganha espaço na mídia, é abordado pelos veículos de comunicação, bombardeando o telespectador). Segue um ótimo e recente anúncio de oportunidade.

8 de março de 2010

Parabéns Mulheres.

O telefone repousa sobre o gancho, na espera, ao lado da própria ansiedade. Mulher é saudade.
O som do despertador preenche o quarto e invade ouvidos sonolentos, junto ao leve cheiro de café recém preparado. Mulher é manhã.
A multidão se esbarra em idas e vindas na rua e ainda assim alguém se destaca no instante. Mulher é única.
Uma leve camada de açucar recobre um bolinho de chuva em uma tarde ensolarada, enquanto o papo se estende um pouco mais. Mulher é avó.
Uma nova palavra dentro do vocabulário da vida surge de mãos firmes e desliza na lousa. Mulher é sabedoria.
Nosso coração bate no peito de outro alguém, capaz de sentir nossa dor e respirar nossa alegria. Mulher é mãe.
O sono perde espaço entre palavras que trocamos e silêncios que queremos encurtar. Mulher é irmã.
Uma rosa vermelha colore o jardim da vida espalhando seu perfume pelo ar e traduzindo a beleza que vislumbro em sonhos ousados. Mulher é amor.
Um desenho de curvas perfeitas, jamais traçaveis por mãos humanas desfila diante de olhos que ficam cegos de desejo. Mulher é paixão.
Um vazio onde afunda qualquer navegante guiado pelas correntezas do amor chega repentino e preenche todos os espaços. Mulher é ausência.
A parte devorada da maça mais suculenta que jamais se poderá provar. Mulher é metade.

Anderson Borges

7 de março de 2010

Logorama

Este curta acabou de ganhar o Oscar 2010 de Melhor Curta Metragem de Animação... Percebam como as marcas estão presentes em nossa vida... você vai reconhecer muitos logos que estão no seu armário, guarda-roupas, geladeira, entre outros...
Mesmo sendo publicitária, isto realmente me assusta.... Imagem marca, só espero que marque para o bem....

Bom, a idéia do Logorama é otemaaaa.... Enjoy!


5 de março de 2010

Seu nome:o perfeito sinônimo da saudade.

Sinto que seu nome e a saudade se tornaram sinônimos perfeitos.
Sinto falta de tocar a sua pele, na lembrança levo a textura e o calor.
Ainda posso sentir o perfume dos seus cabelos se dissipando pelo vento,
Me envolvendo em sua dança de olhares, que se abrem feito flor.

Ainda sinto a chama do seu beijo me incendiando por fora e por dentro.
Seu gosto como o sabor mais doce que jamais imaginei.
Seu abraço, onde perdi o limite entre meu corpo e o seu por um breve momento.
E me apego a certeza de que não sonhei...

Eu procuro a combinação perfeita de palavras nestas frases,
Algo que traga para perto alguém que vejo em toda parte.
Decifrando o coração de alguém que engoliu as chaves,
Alguém cujo sinônimo perfeito é a saudade.


Anderson Borges

4 de março de 2010

"Manter nossos olhos apenas na superficialidade nos torna rasos e tira-nos a chance de ver o quão somos raros"

Anderson Borges

O carisma de Carrascoza

Em um dos cursos de férias da ESPM dos quais participei, tive o prazer de conhecer o trabalho , talento e a pessoa de João Anzanello Carrascoza, premiado redator publicitário e premiado também como escritor, com uma obra abrangente no campo da comunicação e um material literário de alta qualidade.
Carismático, suas aulas como ele mesmo diria são "do grande caralhooo", termo que ele tem como marca registrada dentre outras marcantes características.
Seu curso tinha por base um de seus livros " Razão e Sensibilidade no Texto Publicitário" , livro que fiz questão de ler após o curso e recomendo a todos que pretendem se enveradar pelos meandros da redação publicitária. Outro de seus livros didáticos que recomendo após uma empolgante leitura é "Do Caos a Criação Publicitária", repleto de exemplos e referências, o livro aborda a questão do plágio na publicidade, do "ready-made" e do processo criativo.
Já na sua produção literária recomendo a coletânea de contos "O Volume do Silêncio" e o aúdio livro "Dias Raros" produzido em parceria com o grupo "Teatro da Travessia".
Seguem os vídeos com uma pequena prévia, mas eu recomendo a leitura e aprofundamento em uma obra totalmente necessária aos criativos de publicidade ou apreciadores da boa literatura.

Anderson Borges



3 de março de 2010

A diferença entre: PUBLICIDADE e PROPAGANDA

Para muitas pessoas, publicidade e propaganda são a mesma coisa e é perfeitamente aceitável essa confusão, visto que o objetivo desses 2'ps é o mesmo: levar uma mensagem através de um veículo (independente de qual for o suporte) a um receptor.
Mas a diferença entre Publicidade e Propaganda é tão grande que de certa forma podemos dizer que nem são similares.

Propaganda: é semear idéias e ideais de cunho político, religioso ou cívico. A propaganda tem caráter ideológico e tem como finalidade converter opiniões. Lembre-se de Hitler e da Alemanha Nazista.



Publicidade: é simples e puramente tornar público. É exatamente esta a tradução da palavra "advertising”. Ou seja, a publicidade é uma ferramenta de comunicação e marketing que tem como finalidade promover algo nos espaços publicitários através dos veículos de comunicação, a fim de seduzir o público e gerar a compra de um produto ou serviço. A publicidade tem cunho comercial.


27 de fevereiro de 2010

AMO PRA SEMPRE DO INFINITO!!!


'Cuz we belong together now, yeah
Forever united here somehow, yeah
You got a piece of me
And honestly
My life would suck without you

26 de fevereiro de 2010

Transborda Minha Sede.

Me escorre a tristeza salgada pela lágrima,
Me desce correndo o suor pelos poros.
Meu sangue sai lento pela seringa que me suga a vida
Que se renova em mim e em quem a recebe liquída.

Me tapa os ouvidos a cera se me faço surdo
Negando conselhos que me dou e não escuto,
Da boca disparo o cuspi encharcado de indignação,
Nos olhos as ramelas que os cobrem de preguiça,
Se tardam a se abrir pra vida.

Na boca vem a água, se transborda minha sede,
Nos olhos vem volúpia, se visualizam meu desejo.
À boca, fala a sede do seu beijo,
Na alma, calam as dores do meu corpo.

No peito, grita o apego por seus braços,
Nas pernas, ensaio a dança dos meus passos.
Na mente a verdade é tudo que quero,
Na frente um fragmento é tudo que enxergo.

No dentro, há um vazio que ponho pra fora,
No externo, há tudo que disponho no instante.
No tempo, há um pedaço que chamo de agora,
E não há nada no espaço que nos faça distantes.

Anderson Borges

Singelo som

23 de fevereiro de 2010

Mantenha-se vivo, pois vida é o que desejo que vc mais tenha

Mantenha...mas tenha a liberdade de inventar. Mantenha a consciência de que nada se mantém para sempre, de que tudo está em constante alteração e esta talvez seja a única constante.
Mantenha a sua meta mas tenha a liberdade das novas direções. Mantenha objetivos mas tenha a noção de que eles não podem ser como objetos, pois estes se perdem, se quebram, se deixam cobrir pelo pó.
Mantenha seus amigos, mas os tenha no coração, pois este é o único lugar onde pode leva-los sempre , com ou sem dinheiro para uma cerveja e ainda que não haja nem tempo para um café. É no coração que eles sempre vão estar.
Mantenha-se...sempre novo, reinventado por si mesmo, aberto as novas possibilidades de ser, de tornar-se quem você é. Mas tenha sempre o respeito ao outro, pois é onde ele começa o lugar onde você encontra um fim, um propósito... para compartilhar um pouco de si.
Mantenha o movimento, a batida no peito fazendo pulsar e impulsionar a alma.
Mantenha a distâcia do que for o mal, aquele que só de pensar já sabemos o que é, que não precisa exemplificar, citar, lembrar, aquele que é tão óbvio e tem gente que finge não ver, mas até uma criança enxerga de longe .
Mantenha sempre uma certa ressalva com tudo aquilo que te diz "mantenha", pois pode parecer um convite sutil ou uma ordem direta, "mas tenha" sempre os olhos abertos a esta indicação, ela pode ser na verdade uma armadilha, uma acomodação camuflada de prudência.
Mantenha seu amor, mas não tenha a pretensão de enjaula-lo , pois o amor é como um animal selvagem, só pode manter-se vivo solto no mundo, em contato com o mundo e com as experiências que ele nos oferece. Certamente ele deve estar aliado ao respeito, mas te-lo em uma prisão é como prender um pássaro em uma gaiola isolada do mundo e querer apenas imaginar os belos voos que ele poderia alçar,vlimitando assim as fronteiras do maior sentimento humano. Mantenha sua confiança, só assim o amor poderá desbravar as fronteiras que o manterão vívido.
Mantenha-se vivo, pois vida é o que desejo que você mais tenha.

Anderson Borges

Aeeeeee!

Tat! Tah de parabéns, você e o Thiego (ele te ajudou certo?)!
O blog ficou linduuuuu!
O que uma bronca em público não faz?!


INVASÃO .TAT. ^^
Então pessoas o blog ta lindinhu neh?! mas ainda não finalizado! E quem está mega me ajudando...aliás qm praticamente colocou a mão na massa foi um outro amigo mew, querídíssimo: MULLER MOURA (do blog,q tb participo, alucinogenosverbais.blogspot.com ...alias visitem! ;D

Aeee VV!!

Step by step

É meu povo, isso aqui tá meio abandonado, mas não por querer! Sempre que vc recebe um email viceversano, quando recebe, a 1ª frase é:

"Desculpe a demora, está muito corrido no trabalho".

E realmente está! A vida não é fácil, nunca foi e nunca será!
E além da correria do dia a dia, alguns viceversanos já tem "projetos paralelos", tipo aqueles caras de banda que se separam e começam a fazer outras bandas, outros projetos.
Mas aqui o bom é que ninguém se separou, porém os projeto estão rolando!

Temos a Naty que tem um blog bem bacana, que fala sobre música, cinema e tudo mais que rola, portanto não deixe de conferir: http://naodeixarpassar.blogspot.com/

E tem tb a Tat que tá a todo vapor no seu http://www.overcaffeine.blogspot.com/ vale a pena conferir, o layout está belíssimo! Feito por ela mesmo, pasmem!

É nossos pokemons estão evoluindo!
Que orgulho é do meu grupo!

20 de fevereiro de 2010

Alguém pode socorrer este BLOG?!

Eis que uma metida a criativa (que atende por Tat Mendes) resolver alterar o Layout do Blog Viceversanos! Ficamos feliz... uma nova cara para o nosso filhinho lindo... totalmente personalizado e pronto para ser exposto para o povo do Intercom....
Pois aquele ditado nunca fez tanto sentido... tudo que é bom dura pouco! Dias depois, percebo que nosso blog está verde... isso mesmo... verde.... como assim... VERDE minha gente!
E a kbçuda não soube arrumar!
Por isso vamos unir nossas forças e fazer uma prece:
Tat arruma o blog ai... pelo menos neh... já que não rolou o novo visu stille ou então.... Rak libera o Layout para todos poderem alterar! Diz que sim... sim?!
Preces e orações feitas... desejamos o melhor para este companheiro tão fiel e amigo de todas as horas: Viceversanos Insanos!

HELP! I NEED SOMEBODY! HELP I NEED SOMEONE! HELPPPPP!

19 de fevereiro de 2010

Muda

Muda.
Carrega nas mãos em sinais
As palavras
E suas mãos nos dizem muito,
Nos falam do poder da ação que tudo muda.
Muda.
Carrega em si toda a árvore e fruto,
O que só será quando mudar
E não mais for muda.
A que não muda
Morre,
Atropelada pelo tráfego do tempo.
Morre muda em seu silêncio conformada,
Morre muda
Pois perdera a chance de ser árvore,
De ser fruto,
De dar mudas.

Anderson Borges

Fragmento da Infancia

Cheiro de infancia
Sinto a saudade com aroma de esperança
A rede na varanda, a distancia
O vento traz o odor à lembrança

Meu avô cuidando do campo
E um cachorro corre já sem nome
Uma recordação que me traz o encanto
De um lugar que o tempo não consome

Cheiro de infância
Na poeira destes dias
Eterna fragancia
Que inspira poesia

Disperso no ar ao meu redor
Dispenso os olhos, vejo com a alma
Sinto as narinas inalarem o doce pó
Destes dias que me trazem calma

Anderson Borges
Você pode me descortinar essa manhã, trazer a luz, enquanto as sombras se fecham sobre o trilho da escuridão. Banhar meu dia com um sorriso e encharcar o doce momento que desejo saborear com nosso lamber de lábios.

Você pode me contar algo corriqueiro envolto na magia da sua voz, tornar as palavras uma canção que me embala o dia. Desejar algo que dissipe toda dúvida e dispense um pote de certezas, algo que seja sustentado por aquela vontade que só alimenta os sábios.

Você pode me deixar agora, pra que a saudade te mantenha em mim. Saudade que sai furtiva no instante em que meus braços te envolvem novamente.
Arrancar em outra direção em alta velocidade, pois assim derrapo em suas curvas que me arrancam da monotonia da estrada e me fazem deslizar em seu destino.

Você pode me tomar as rimas, destrona-las de meus versos que eu reinvento minha poesia e ainda que em prosa; trago palavras pra dizer-lhe do meu afeto.
E se todo esse sentimento roubar delas o sentido, eu me rendo aos encantos que as deixaram tão perdidas, pra que eu me encontrasse menino, diante daquela a quem me destino.

Anderson Borges

Os Ventos E Seus Inventos

O anjo bateu asas sem mover o vento em volta

Movia algo maior e nos comovia ao bater de suas asas

Sem perder o rumo, sem provocar ruído, ele foi

Feito pássaro passeando sobre as casas



O silêncio pesado passava por mim

Seu volume maior que o da água dos mares, pesava, feito pezar

Eu me afogava enquanto as palavras davam lugar a um vazio que ecoava na alma

Essa nova linguagem dizia tudo com seu modo único de "não -falar"



Enfim o começo, sem novas promessas, o caminho aberto aos passos

Na soma dos dias, o tempo subtraído nem sempre tinha uma razão exata

Nem sempre havia uma razão na superficialidade dos fatos

Foi quando decidi abrir novos olhos sobre as pagínas do mesmo mundo



O anjo passou sem passos, só as asas a levar-lhe ao destino

Tinha nas alturas seu caminho e sua chegada

Por um instante o percebi, no outro já voltara a duvidar

O anjo não fora mais que os ventos da madrugada

E os ventos agora já não eram nada

Anderson Borges

7 de fevereiro de 2010

Homenagem ao Teatro Mágico

DESTA VEZ PRESTO UMA HOMENAGEM AO POETA( FERNANDO ANITELLI) QUE TANTO NOS INSPIRA.BRINCANDO COM A PROPOSTA DE SUA MAIS RECENTE CANÇÃO...
ENQUANTO ELE COM MAESTRIA NOS CHAMA ATENÇÃO PARA O QUE PERDEMOS ENQUANTO OS OLHOS PISCAM, DECIDI PROPOR COM HUMILDADE,ELUCIDAR O QUE SE GANHA ENQUANTO OS OLHOS PISCAM E VC RESISTE A ESSE PISCAR INVOLUNTÁRIO, QUE TEIMA EM SE TORNAR MAIS LONGO...E MAIS LONGO...E MAIS LONGO...EI ACORDA...O TEXTO ACABA DE COMEÇAR:

O QUE SE GANHA ENQUANTO OS OLHOS PISCAM?
A CORTINA DA PÁLPEBRA QUE FECHA
REVELANDO O PICADEIRO DO CORAÇÃO
A CABEÇA QUE SE PERDE, E QUE PENDE
CERTEIRA NO OMBRO DO AMIGO
E QUE SE ERGUE NA SUTILEZA DE UM BELISCÃO

A PALAVRA QUE SAI ENROLADA
ROLA NA MADRUGADA, E A VONTADE SOBREPUJA A RAZÃO
UM PARAFUSO SOLTO FAZENDO O RELÓGIO MUDAR DE DIREÇÃO
MAS SE O SOL PERSISTE EM NASCER LÁ FORA
É PORQUE AQUI DENTRO É HORA
DE FAZER VALER A INTENÇÃO

SE GANHA ATÉ CANSAÇO
MAS SE ESTE FOR O CASO,É UM PREÇO BAIXO
PELO VALOR DA INVENÇÃO
POIS SEM DORMIR UM DIA, EU ME PERGUNTARIA...
E QUEM NUNCA ACORDA DA ROTINA E VIVE SEM SONHOS
PRA TIRAR OS PÉS DO CHÃO?

O QUE SE GANHA ENQUANTO OS OLHOS PISCAM?
UM NOVO SIGNIFICADO PRA "CARGA"
QUE NÃO É O QUE SE CARREGA DE PESADO
MAS A BATERIA QUE RECARREGA O SONHO COMPARTILHADO
SE GANHA A RECOMPENSA,DE DESCOBRIR O QUÃO IMENSA
É A FORÇA DO INCONSCIENTE, QUE DESPERTA NUM SONHO DA MENTE
MUDANDO DE REPENTE A RESPOSTA DA EQUAÇÃO

O QUE SE GANHA ENQUANTO OS OLHOS PISCAM?
UM JATO D´ÁGUA PRA LAVAR A ALMA
E O BATER DE PALMAS PRA SE MANTER DESPERTO
E PRA MANTER POR PERTO TODA MOTIVAÇÃO
E SE DEPOIS POR FIM VOCÊ GANHAR SILÊNCIO
ESTE ENTÃO É O MOMENTO
DE FECHAR OS OLHOS E DESFRUTAR A ESCURIDÃO

QUE VCS TENHAM SEMPRE BONS SONHOS
SEJA FECHANDO OU ABRINDO OS OLHOS...

ANDERSON BORGES

( HUMILDEMENTE FAZENDO REFERÊNCIA AO TÍTULO DA CANÇÃO "O QUE SE PERDE ENQUANTO OS OLHOS PISCAM" DE FERNANDO ANITELLI E TWITTEIROS , AFINAL "A POESIA PREVALECE")

VESTIMOS DE "DIA" NOSSAS NOITES, PRA NÃO TER A ALMA DO AVESSO.

3 de fevereiro de 2010

Playchuva Ilustrado!

p.s.: esquecemos de falar que esses momentos de diversão foram patrocinados pela agência Plug-se que sorteou ingressos na app do tcc, pois seu cliente foi playcenter. vlw galera!!!


Viceversa on board!


Minha famíliaaa!


VV girls! faltou eu =(


Botando pra subir! vv on board \o/


Os sobreviventes da chuva!!!

1 de fevereiro de 2010

TRILHA SONORA OFICIAL 11

Muito bem lembrado pela minha querida Taty Mendes.Foi quando rolou este som que nós podemos nos juntar e pular sobre as cadeiras, pra enfim gritar em uníssono "Extravasa", agora como publicitários. Parafraseando mais uma vez a Tatys " eu trocaria toda a cerimônia por este momento" porque foi nele que compartilhamos como a VV que sempre seremos esta conquista que é tão nossa. Longa vida a VV.

EXTRA "VV" ASANDO SEMPRE.

TRILHA SONORA OFICIAL 10

Sim, sim, ele também está aqui, o grande, o mestre, o rei, Robertão.
Durante a colação foi está canção que embalou uma emocionada homenagem as nossas mamães, uma justa homenagem a todas elas que foi estendida a toda a família, uma grande família, que se formou quando cada uma nos acolheu e apoiou. Fica aqui registrado o nosso carinho a todos os pais e irmãos que adotamos e pelos quais fomos adotados nessa caminhada maravilhosa. Saudades de todos. São tantas emoções.


TRILHA SONORA OFICIAL 9

Direto da colação de grau viceversana, mais uma vez o grande LULU SANTOS marca a História da Viceversa. Essa foi a hora de abraçar os amigos com o canudo em punho e abrir as asas, soltar as feras e...bem a gandaia deve rolar em breve, afinal na nossa festa vale tudo...até adiar a festa.



27 de janeiro de 2010

Da série poesia ainda que tardia (12h pm)-Frágeis Fragmentos Poéticos

"Ela caminha com três rosas sobre seu pé
E sem perceber tropeça em meu coração,
Feito espinho o amor fica cravado ali
Onde nem mãos fortes arrancarão."

"Eu abri meu coração sedento
E tudo que tomei foi a friagem noturna,
Embriaguei a alma de sentimentos,
para assim faze-la mais pura."

"O manto da noite
Recai sobre o dia,
E o da saudade
Sobre a minha poesia."

"Ainda assim,
Que não faças nada só para agradar,
Isso pode lhe por entre grades.
Quando for fazer alguma coisa
Faça o que tiver vontade."

Anderson Borges

Mais Referências ( Nunca é demais)

O vídeo não tem nada demais, mas o texto traz informações bem pertinentes aos nossos tempos, quem ainda não conhece , essa é a hora.

Hamburger Também É Cultura

OLIVETTO É O CARA.


http://bloglog.globo.com/blog/blog.do?act=loadSite&id=95&postId=6571&permalink=true

WORKSHOP DE CRIATIVIDADE NA ESPM(referência de vídeo)

Este vídeo rolou em uma das aulas e traz um depoimento emocionado de uma médica que descreve como se sentiu quando teve um derrame, espero que ele possa de algum modo inspira-los a pensar sobre uma nova ótica, uma ótica mais positiva e inovadora...e por que não, criativa.



WORKSHOP DE CRIATIVIDADE NA ESPM



Na minha primeira semana nos cursos de férias da ESPM tive a oportunidade de participar do Workshop de Criatividade, que já está em sua 32a edição. Tanta longevidade se deve ao mestre Predebon, que maestralmente ministra um verdadeiro tour pelos meandros criativos do cérebro humano.
Nesta edição, da qual participei, a turma era constituida de uma galera super do bem, vinda das mais diversas áreas de atuação profissional, e todos ao seu modo colaboraram para o enriquecimento desta semana onde a criatividade correu solta.
Aqueles que estiverem interessados no tema ciratividade , recomendo que conheçam os trabalhos do professor Predebon, que é um mestre no assunto, e já publicou diversos livros, além de poderem desfrutar de textos muito inspiradores no seu site : www.predebon.com.br.
Segue um texto desenvolvido à pedido do mestre, sobre as experiências vividas nesta semana de curso ( obviamente escrito de forma criativa):

Quando adentrei o universo ESPM( ou Espaço Sempre Propenso a Mudanças), me vi diante de um sábio que libertou-nos a partir das asas de uma gravata borboleta. Ele fez caber dentro de uma sala com quatro paredes, uma praça sem limites onde as idéias florescem abertamente. E nem adianta me perguntar como cheguei até lá pois a cada dia criei um novo caminho, sempre em busca de um destino que se renova a todo instante.
Foi nessa busca que percebi que para crescer temos que voltar a ser criança, e que subindo alguns degraus de uma escada de manutenção podemos consertar um olhar estagnado. Soube que dirigir de ré dentro de um shopping, pode ser dar um passo a frente em direção ao lado direito do cérebro. E que o futuro é embaralhado a todo instante, feito cartas que só tocamos no agora que acaba de se renovar.
Vi o exemplo de alguém que por não poder comer quase nada, desenvolveu um apetite voraz por mudanças e também que mesmo em uma sala onde temos água à vontade, a sede do saber mantém-se insaciável. Um lugar onde o único condicionado é um aparelho que nos mantém de cuca fresca.
E pratiquei convivencialidade com pessoas das quais posso não saber nomes e outras caracteristicas racionais, mas que compartilharam muito do que descobriram de si mesmas. E como neste universo "é proibido proibir", extrapo-lo o limite de linhas. Afinal linhas são só mais um padrão, que no caso do e-mail , não passa de um padrão imaginário. Sendo assim derrame um pouco da sua imaginação por aí , desligue o monitor e procure conhecer a pessoa que se reflete na tela. Eis o primeiro passo para as aberturas, eis o primeiro passo para a mudança.

Anderson Borges

Quem não compreendeu totalmente ou ficou interessado, em julho tem mais curso de férias.PS-Este texto me rendeu uma nota dez.

26 de janeiro de 2010

Da série poesia ainda que tardia (12h pm)

Na velha veia corre sangue novo.
Na antiga sala traço novos planos.
Com os mesmos sapatos outros caminhos.
Das antigas certezas novos enganos.
Na oxidada geladeira um iogurte vencido.
No peito um coração que não se rende.
Sob o abajur uma mosca pousa cansada.
Sobre a minha cama sua luz se acende.
No guarda roupas uma roupa mofa.
Na minha mente uma idéia fixa.
Na casa ao lado um casal se explora.
Pela janela gemidos vem na brisa.
No céu a chuva que precipita.
No chão a fenda quebra rotinas.
No ar a música de um novo dia.
E o tráfego poluido nas narinas.
No Sol meus olhos vão se fechar.
No bip da hora vão se abrir.
No próximo momento onde você vai estar?
Quem sabe o acaso não me perca aí.

Playchuva

O barco não vai virar, mesmo quando sua cabeça ocupa o lugar dos pés você está seguro. Ainda assim uma inquietude, ou talvez o medo renegado espreita seu estômago e você se agarra ao que tem ao seu alcance.
Solte suas mãos e sinta, mesmo se não for pra se jogar do mais alto, solte as mãos começando de onde pode, mas solte.
O vento no seu rosto tem muito a te dizer.
A chuva vai cessar, mas não agora, e neste momento tudo que podemos fazer é sentir as gotas encharcarem nossas roupas. Torça suas meias e torça por algo melhor.

23 de janeiro de 2010

"Música é alma dissipando-se pelo ar. pra voltar mais leve pelos ouvidos do coração"

Solo Então.

-Solo então.
Ele disse pra si mesmo, quando só restavam suas próprias palavras ao seu redor, até o sono o havia abandonado.
Pegou o violão e tentou lembrar alguns acordes, de alguma música que lhe troxesse calma, mas não conseguiu tocar nada além de notas dissonantes.Se apegou no silêncio, se curvou sobre o papel, com a caneta em punho ele escreveu:

"Solo então.
Só com a solidão."

E sentiu as palavras lhe abandonarem, sentiu as paredes se apagarem, ele sabia o que era, esperará por aquilo,mas justo agora que achará uma forma de passar o tempo, justo agora que começara um verso.
A folha quase em branco escurecia a cada piscada e ele sabia que não resistiria mais, era hora de partir para os sonhos que raramente recordava ao amanhecer.

Juntou forças e sob as duas linhas solitárias no papel completou:

"Sonho então.
Sono ..."

E caiu em si, mergulhando repentinamente no sonho,que não sabe se lhe trará a palavra depois de "sono".

Longe Da Lógica

Comece partindo para multiplicar
Perca o medo se quiser ganhar
Seus rancores são uma bagagem que não precisa carregar.
Surgimos do desejo e é nele que mantemos nossa força.

Eu estava fora e você colocou toda culpa aqui dentro.
Eu estava envolto no som e fui abandonado com seu silêncio.
Foi no escuro que você me mostrou o que seus olhos não queriam ver.
Nas minhas mãos você teve algo que não podia desperdiçar.

Uma rua deserta.
Um vale das sombras na sua cabeça.
Seu coração está confuso,
E lá fora a chuva arrasta todas as cores da noite.

Termine partindo para recomeçar.
Ganhe a vida, sem perder a cabeça em algum lugar.
São apenas rumores que não iremos confirmar.
Sucumbimos no desejo e foi nele que amarramos nossa forca.

22 de janeiro de 2010

A Causa Do Caos.(A Casa Dos Cães)

Os gritos ecoando no corredor...
A paz é algo que está dentro de nós.
Então porque a dor é tudo que você põe para fora?

Essa noite as palavras saem pesadas,
Mas podem rasgar como algo que afiamos com precisão.
Se você não quer estar aqui deveria simplesmente ir embora.

Apoiando-se em paredes,escalando-as feito aranhas.
Seu veneno te mata, mas não antes de espalhar
Uma discórdia que sufoca todo amor.

Basta desta besteira!
Sem promessas para quebrar
Sem ninguém para juntar seus pedaços pela rua.

Dê mais um trago
E se afogue nesse estrago que você causou.
Quando passar o efeito,ficam as marcas em nossas almas e no que sobrou da sua.

21 de janeiro de 2010

Mentir? no no no

Vejam esse case IN-CRÍ-VEL da cerveja argentina Anges.



Uma palavra resume: DUCA!

Da série: "Coisas que eu gostaria de ter feito".

Via @tat_imendes

Por que não hoje?

Por que não hoje? Por que não aproveitamos para rever conceitos que se tornaram correntes, predendo-nos ao lugar comum, fazendo peso ao gás que têm as novas idéias?
Por que não podemos simplesmente reler um velho livro e perceber detalhes que nos passaram em branco, não por não estarem lá antes, mas por não estarmos aqui até então?

Por que não ouvir uma música que nos é inédita, e se deixar levar pela melodia, onde a próxima nota nos é desconhecida, e traz a possibilidade do admirável, exatamente como a vida? Por que não escrever a mão algumas palavras, abandonar o teclado e derramar a tinta sobre o papel, enquanto escorre um suor frio vindo da falta de hábito e a alma vai sendo lavada por uma inspiração até então contida?

Por que não se encantar com o sorriso de uma criança, não pelo clichê que isso possa parecer, mas por perceber que ele vai bem além daquelas buchechas rosadas? Que ele é como um chamado para vida, um chamado com aquele curioso ar infantil que sempre está disposto a perguntar:Por que não hoje?

Por que não fechar as feridas abrindo o coração? Sabendo que ficarão cicatrizes, e que elas marcam os passos do espiríto rumo a sua evolução. Por que não fazer uma escolha e transformar a corda bamba da dúvida, num laço para a oportunidade?

Por que não quebrar a rotina e ao ínves de apenas mandar um e-mail, fazer aquela ligação que pode mudar o dia de alguém, como um efeito borboleta, que desencadeia com as mais simples ações uma nova construção da realidade, ou até uma desconstrução, o que pode ser mais notável ainda?

Por que não hoje? Por que não esquecer o odiar, e o adiar, e deixar irradiar suas AÇÔES nesse dia? Ações simplesmente grandiosas por serem suas, pois a partir do momento que você abandona a platéia e assume o palco, a vida para de "passar" e "passa" a acontecer.

Por que não hoje? Por que não assumir que o tempo é um mistério? E que todo mistério pressupôe dúvidas, então talvez a grande questão seja: Por que não hoje?

Anderson Borges

Bom dia VV.
Boas vibrações.
Que aconteçam coisas íncriveis hoje...
Por quê?
A pergunta certa não é essa...

13 de janeiro de 2010

Primeiro JOB extra-oficial Viceversa!

7 de janeiro de 2010

Acelerado.

Você faz meu coração bater acelerado.
Faz o tempo passar mais rápido
Simplesmente por estar ao meu lado.

Faz brilhar a chama,
O coração se inflama
E ilumina uma certeza
De que a alma não se engana.

Você pode ler nas entrelinhas
Você pode se ver aqui,
Enxergar sua alma na minha.

Não há limites para o amor
Eis sua certeza.
Quero nadar a seu favor
Fluir na sua correnteza.

Sentir seu toque no meu peito,
Conhecer os seus defeitos
Pra enfim saber que só o amor é perfeito.

6 de janeiro de 2010

Abismo.

Havia um abismo ali.
Já não fazia medo,nem causava espanto.
Mas havia um abismo ali em mim.
Me fez ficar num canto.

Havia um abismo ali bem dentro do coração.
A cada batida um novo terremoto
Fazia qualquer lugar , um lugar remoto.
E eu perdia a direçao, com o mapa em minhas mãos.

Havia um abismo ali,diante dos meus olhos.
Mas pude ver nos sonhos
Que havia um outro lado
Que num pequeno passo seria ultrapassado.

Havia um abismo em mim,eu me perdi sozinho
Para me achar pelo caminho.
E depois de ultrapassado o abismo foi fechado
No aperto de um abraço.

Só Da Partida, Fico Feito Solda Partida.

Saudade, feito solda partida.
Partida.Foi com a sua que a saudade nasceu em mim.
Em mim,um excesso de falta.
Falta de você,uma falta sem fim.

Fim,eis ai o começo que nos motiva na busca.
Busca,pelo espaço virtual, pelo mundo real.
Real como algo que não tocamos, não vemos, mas sentimos.
Sentimos muito,mas sem pesar,esta é a leveza de algo especial.

Especial como você,à quem desejo todo bem.
Bem que poderia estar aqui.
Aqui,onde minhas mãos podem tocar.
Tocar e através das teclas traduzir.

Traduzir,códigos binários em palavras...
Palavras que te buscam em vão...
Vão,é o espaço que deixastes onde havia um coração
Coração,é o meu que sem perceber carregas nas mãos.